quarta-feira, 11 de maio de 2011

creia e ore

“Então, Josué falou ao SENHOR, no dia em que o SENHOR deu os amorreus na mão dos filhos de Israel, e disse aos olhos dos israelitas: Sol, detém-te em Gibeão, e tu lua, no vale de Aijalom” (Josué 10.12).
Quando Deus nos fala algo, devemos falar a Ele também e assumirmos Suas palavras. Não temos de olhar para o desafio, pois o que determinarmos sobre a Palavra dEle ser-nos-á feito. Dia feliz é aquele em que o Pai nos declara algo. Agora, basta crermos, e veremos a glória do Pai celeste.
A melhor oração se faz quando o Senhor nos fala. Orar é conversar com Deus sobre aquilo que está dentro do nosso coração, da nossa vontade e a respeito daquilo em que acreditamos. Não devemos clamar se a fé não estiver presente, pois será pura perda de tempo. Ao fazermos a oração da fé, colocamos o poder de Deus agindo em nosso favor. Ao clamarmos sobre algo que o Senhor não nos tenha falado, provavelmente, não obteremos sucesso.
Ao nos informar aquilo que Ele deseja fazer em nós ou por nosso intermédio, e tomamos posse de Suas palavras, Deus Se alegra e Se agrada. Ao Se dirigir a nós, é como se Ele estivesse acendendo-nos uma “luz verde”, dizendo-nos que, a partir de então, só depende de nós a realização da obra. Isso Josué entendeu.
Quando você ouve a voz divina guiando-o, é sinal de que está na melhor fase de seu relacionamento com Deus. Não perca o dia da Sua visitação. Deixar de assumir o que o Pai lhe disse é como fazer uma declaração de que você não crê nEle. Portanto, nunca faça isso!
A única condição estabelecida pelo Senhor Jesus para alguém ver a glória de Deus é crer. Quem não age assim perde tempo em jejuar, orar e esperar resposta dos Céus. Já quem crê sabe a época certa e modo de conseguir a bênção prometida. Seja sábio! Alegre o coração de Deus assumindo o que Ele disse que faria por seu intermédio e o que lhe pertence!

graça e paz

Nenhum comentário: